Freebies: Papéis de parede - Objetos analógicos

Comments
freebies papéis de parede objetos analógicos

Uhu! Primeiros papéis de parede freebies do blog! Já fazia tempo que eu queria disponibilizar algo assim e finalmente consegui fazer algo com um tema. E esse primeiro pacote de papéis de parede tem o tema objetos analógicos que eu gosto muito. São quatro papéis de parede: câmera, máquina de escrever, telefone vermelho e relógio de bolso. Há também duas versões pra cada: a desktop e a mobile. Espero que gostem. Espero também que eu consiga fazer mais pacotes desses!

11 decorações que você pode fazer com papel

Comments

O papel, apesar de simples, é um material bem versátil. Existem vários tipos, cores, gramaturas e acabamentos. Se aliado a outros materiais, pode se tornar um material bastante resistente e duradouro. E se usado do jeito certo, pode ganhar o aspecto de tridimensionalidade que antes como folha de papel não tinha. E essa propriedade fabulosa pode ser aproveitada na hora de criar objetos de decoração pra casa, tanto pra a vida cotidiana quanto pra uma festa ou evento.

Então aqui estão onze objetos de decoração pra sua casa e/ou pra festas que você pode fazer usando papel como material principal (e foi difícil escolher só onze entre tantas coisas legais). Veja, aprenda e divirta-se!

Book haul de aniversário

Comments

Até pouco tempo atrás, eu não sabia o que era um book haul. Eu já tinha assistido vários vídeos de pessoas falando de seus livros, mas uma hora eu parei pra me perguntar por que o título dos vídeos era esse. Pesquisei rapidinho e descobri que haul é nada menos que aquisição em português (na verdade pode significar outras coisas, mas nesse sentido é esse o significado mesmo).

Depois de descobrir isso, percebi que deveria mostrar meus livrinhos novos que ganhei/comprei de aniversário (ainda que atrasado - meu aniversário é em abril). Na verdade também fui incentivada pelas amigas. Enfim, esse foi o ano que, sem dúvida eu ganhei/comprei mais livros que todos os outros. Mesmo que ele ainda esteja na metade, já superou todas as minhas estatísticas pessoais.

Depois de toda essa introdução chata, é hora de falar dos meus livrinhos:

Todos os da Cosac Naify (Esopo, Design para um mundo complexo, Pensar com tipos, Eu que fiz, Mary Poppins e Era uma vez uma capa) foram comprados juntos e foi basicamente um presente da minha mãe hihi porque em alguns dias de abril o site da editora tava com uma promoção incrível! Uns 50% ou mais de desconto, se não me engano, mostrei a ela e aproveitamos pra comprar esses livros, porque né, oportunidade única. Ela também comprou um pra ela, já que o aniversário é próximo do meu e nos deu esse presente de aniversário maravilhoso!

Os outros livros (Emma e Alice, nessas edições que eu amo) eu ganhei na festa surpresa que as meninas fizeram pra mim! Eu só ganhei de presente então não sei direito como foi o esquema, mas acho que elas se juntaram e compraram os dois. O último foi engraçado, porque ele era de Ângela, mas eu já tava a tanto tempo com ele que, quando eu fui devolver ele se tornou meu de verdade hehe.

Pretendo mostrar cada um dos livros, assim que eu lê-los, mostrar cada detalhe da edição e do conteúdo.

Não resisti e coloquei outra foto:



A faca sutil

Comments


A faca sutil é o segundo livro da série Fronteiras do Universo, ou seja, a continuação de A bússola de ouro.

ATENÇÃO: Esse post contém spoilers sobre A bússola de ouro. A não ser que você já tenha lido o livro ou não se importe com spoilers, recomendo não ler o resto. De qualquer forma, o livro é incrível.

Férias

Comments

Gente, o que foi isso comigo? Quase dois meses sem postar???? Já tava quase na hora de comprar um bolinho e cantar "feliz aniversário" (porque né)...

A faculdade esse fim de período foi uma loucura e eu mal tinha tempo pra fazer algumas coisas na "vida real", imagine aparecer por aqui? E depois que quase acabou*, precisei de um tempo pra me recuperar mentalmente (não tá fácil pra ninguém) pra poder postar aqui. Tenho um monte de coisas pra compartilhar por aqui e agora nesse singelo mês de março que eu tenho de férias (que seja longo), pretendo postar tudo, tudinho por aqui. Aguardem.

* quase acabou porque eu ainda tenho uma aula pra ir. Isso mesmo, UMA.

Jardim Botânico do Recife

Comments

Algum tempo atrás, fui fazer uma visitinha ao Jardim Botânico aqui de Recife. Minha mãe precisava fazer um trabalho lá e eu aproveitei a oportunidade pra conhecer o lugar. O Jardim Botânico existe desde 1960, mas passou um bom tempo fechado pra reforma e recentemente foi aberto à visitação do público.

Achei o lugar bem interessante e surpreendente, de certa forma. Tirei algumas fotos e resolvi mostrar por aqui o que encontrei por lá. Quando eu fui, tava um belo dia de sol, o que eu acho que ajudou a deixar tudo ainda mais bonito.

O lugar tem plantas por todos os lados, seja uma graminha aqui ou uma árvore ali. Uma das primeiras coisas que me chamou atenção foi esse Bonsai fofo (e qual não é?).
Logo depois, tinha um jardim de Bromélias, que apesar de pequeno, tinha algumas espécies bonitas e exóticas, como essa.

Desventuras em série - Mau Começo (Livro 1)

Comments

Depois de A bússola de Ouro eu meio que me encorajei a ler séries. E caprichei, porque apostei em Desventuras em Série, que tem apenas 13 livros (isso mesmo, TREZE LIVROS DE UMA MESMA HISTÓRIA! - mas calma, eles são até fininhos e dá pra ler bem rápido). Acho que a sugestão de Clari também ajudou bastante (guardem esse nome, ela vem me emprestando muitos livros!).

O livro primeiro (assim que são numerados os dessa série), Mau começo conta a história de três crianças*, os irmãos Baudelaire que, depois de ficarem órfãos, vão morar com o único parente próximo, o (medonho) Conde Olaf e como a vida passa a ser difícil depois disso. Como já se pode imaginar, Olaf não é o que se pode chamar de uma boa pessoa, e ele está interessado na herança das crianças e vai fazer de tudo pra conseguí-la. Enquanto isso os Baudelaire vão fazer o que puderem pra se verem livres do terrível Conde, mas não vai ser tão fácil quanto se imagina.

* Coloquei essa observação aqui porque Violet, a mais velha, tem 14 anos e tecnicamente ela não é mais criança.


Como eu disse antes, o livro é relativamente pequeno e eu li bem rápido (o que é incrível, porque sou meio lenta na leitura), em um dia só. Esse livro é um pouco diferente dos que eu costumo ler, porque eu adoro finais felizes e Desventuras em série está bem longe disso, mas mesmo assim adorei, porque as crianças Baudelaire são bastante inteligentes e também porque durante a história tem sempre um ou outro detalhe que fica sem se resolver, e você fica com vontade de ler os outros pra saber se em algum deles aquele detalhe é revelado. Já quero ler todos, por favor!


Talvez muita gente se lembre que essa série virou filme (eu assisti, inclusive), mas fontes seguras me contaram que no filme eles contam as coisas que acontecem somente nos três primeiros livros! Imagina só, ainda faltam dez livros pra serem lidos, muita história pra descobrir! As ilustrações do livro são muito bonitas! Adoro hachura e achei interessante como o ilustrador consegue dizer muito sem usar cores. Elas estão sempre no começo dos capítulos e geralmente dizem alguma coisa sobre o que vai acontecer em seguida (isso mesmo, spoilers nos desenhos). Com final feliz ou não, estou torcendo pelos Baudelaire.
;